Ernest & Celestine

Imagem 
A partir de hoje, darei início a uma sessão semanal sobre filmes. Sim, dessa vez vai ser de verdade, sem faltas. 
Por que dessa vez é diferente? Porque, meu caro leitor, a cada avaliação de filmes que eu fizer semanalmente, eu ganho maravilhosos 0,1 na disciplina de Estética! Achei demais a dinâmica do professor que, além de pedir comentários avaliativos sobre filmes, pede também sobre álbuns de música, mas sobre estes, prefiro não comentar por aqui, não acho viável.
Enfim, hoje, deixo-lhes com minha primeira avaliação: Ernest & Celestine

✿ Ernest & Celestine

Benjamin Renner, Vincent Patar, Stéphane Aubier

(2012)

 

            Ernest & Celestine é uma adorável animação francesa que me conquistou à primeira vista, literalmente. A forma como a animação foi feita me chamou a atenção, com seus traços não precisos e seu colorido suave de aquarela. Comecei a sentir familiaridade naquilo e não precisei fazer muito esforço para perceber que aquele filme lembrava a minha infância. Uma época sem animações com três dimensões, onde eu precisava pedir ao meu pai para alugar um DVD na locadora de vídeos. Uma infância de filmes do Ursinho Pooh e sua turma, e desenhos como O Pequeno Urso e Os Camundongos Aventureiros na TV Cultura.

            Além da nostalgia, uma sensação muito marcante ao assistir essa obra é a ligação de afetividade que criei com Ernest e Celestine, principalmente com a pequena ratinha. Se não fosse por Celestine, sua insistência e seu grande coração, Ernest não teria sido conquistado tão facilmente e, com certeza, continuaria o velho urso de sempre.

            O filme parece simples com seus 76 minutos de duração, porém possui um belo aspecto visual e sonoro, um bom enredo, personagens cativantes e, de quebra, ainda nos ensina importantes lições. A mais explícita delas é como a amizade pode acontecer entre pessoas de qualquer classe, raça, gênero e tamanho, bastando apenas ter o coração aberto para isso. Podemos perceber também, o individualismo das pessoas ao ignorarem aqueles que estão em dificuldades e ao agirem pensando apenas no bem estar pessoal e não no coletivo. Porém, houve uma mensagem que me sensibilizou mais, pois encontrei um laço com a minha realidade: seguir os sonhos e viver do que se ama, não do que todos querem que você faça.

            Ernest & Celestine é um filme na medida certa, de caráter infantil, mas feito para todos os públicos, que realmente me marcou por sua delicadeza e o amor que transmite, seja através das cores, da música, da história ou dos personagens. Certamente guardarei a doçura de Celestine por um bom tempo.

 

Nota: ★★★★★

Anúncios